João de Deus deixa hospital e volta para a prisão

STJ negou dois pedidos de habeas corpus impetrados pela defesa do médium e determinou seu retorno ao presídio

O médium João de Deus, deixou hoje (6) o Instituto Neurológico de Goiânia (GO) para retornar ao Núcleo de Custódia Prisional de Aparecida de Goiânia, após decisão da sexta turma do Superior Tribunal de Justiça(STJ), que analisou dois pedidos de habeas corpus, impetrados pela defesa de João.

O médium é acusado de abusos sexuais, posse ilegal de arma de fogo, corrupção de testemunhas e falsidade ideológica.

João de Deus estava internado para tratamento de um aneurisma no abdômem, há mais de dois meses.

O médium, que está preso desde dezembro de 2018, foi autorizado pela justiça a ser transferido para o hospital em 22 de março.

O prazo de internação, inicialmente estava previsto para 30 dias, mas foi prorrogado duas vezes por decisão do STJ.

Após recusar os dois habeas corpus o mesmo STJ determinou que João de Deus voltasse ao presídio para cumprir a pena.