Contra a pior equipe, MAC quer garantir classificação no Abreuzão

Gutierrez pode permanecer como titular, mesmo com o fim da formação com três zagueiros

Depois de ter deixado escapar a liderança do ‘Grupo 4’ e a classificação antecipada na última rodada, o Marília Atlético Clube (MAC) tem tudo hoje, para recuperar ambos neste Campeonato Paulista da 4ª Divisão (Sub-23). Basta apenas empatar contra o lanterna Elosport, às 20h, no estádio Bento de Abreu, para garantir vaga à 2ª fase e liderar provisoriamente, já que Assisense e Itararé jogam domingo diante de Santacruzense e Vocem/Assis, respectivamente.

Se depender da campanha do adversário, o Alviceleste já está classificado, pois o clube de Capão Bonito é a única das 41 agremiações desta ‘Bezinha’, que não somou nenhum ponto: são sete derrotas. O último revés aconteceu em casa, no domingo passado (dia 2), quando foi goleado pelo placar de 6 a 1 para a Santacruzense. Além disso, o Elosport tem o pior ataque da competição com dois gols em seis jogos (média de 0,2) e a terceira pior defesa (21 gols), mas a segunda pior média (3 por jogo), já que outros dois participantes da 4ª Divisão possuem mais jogos: Atlético Mogi (34) e Sãocarlense (24).

Apesar dos números ruins, o clube de Capão Bonito ainda tem chances matemáticas de classificação, mas para seguir com possibilidades precisará vencer o MAC. No 1º turno, o Alviceleste venceu o adversário fora de casa, com gol somente aos 46 minutos de segundo tempo (1 a 0), marcado pelo centroavante João Féres.

Para o zagueiro Gutierrez, o Marília tem somente a obrigação de ganhar e não golear. “O único lado positivo para o adversário é que eles não têm obrigação nenhuma de ganhar da gente. A pressão está toda do nosso lado, mas sabemos disso, sabemos da nossa qualidade e contamos com o apoio da nossa torcida, porque temos a obrigação de sair de campo com os três pontos. Golear eu acho que não é nossa obrigação, porque do outro lado também há 11 jogadores e precisamos respeitar”, comentou.

Já o atacante Lucas Souza pensa diferente e afirmou que o MAC precisa sim golear o Elosport. “Sim, temos a obrigação de golear, mas não pode ir para campo com esse pensamento. Sabemos que eles vão vir bastante fechados e isso vai nos dificultar. Mesmo assim, nossa obrigação é ganhar e golear”, afirmou.

3 zagueiros e 2 vagas

O treino fechado de ontem à noite, no Abreuzão, não revelou o time titular do Marília, mas uma coisa é certa: a equipe não irá atuar com três zagueiros como jogou em Itararé. Um deles irá para o banco de reservas. A tendência é que Gutierrez seja o escolhido, pois Raphael e Brunão veem formando a dupla de zaga há algumas rodadas. No entanto, como a defesa maqueana sofreu pela primeira vez dois gols na última rodada, Gutierrez pode permanecer e os outros dois brigarem para seguirem no formato titular.

O ataque também passará por mudança. Com três zagueiros em Itararé, Richard Tank, que vinha sendo titular no setor ofensivo, foi sacado e com a volta do esquema tático 4-3-3 tem boas chances de retornar. Contudo, Lucas Souza (artilheiro do time com dois gols, ao lado de Lucas Lima e João Féres) pode ganhar uma oportunidade.

Arbitragem

José Guilherme Almeida e Souza será o árbitro da partida. Ele terá como auxiliares: Leandro Alves de Souza e Haislan Alves de Morais.

 

Marília – Geílson; Mateus Mima, Raphael (Gutierrez), Brunão e Fernandinho; Mykaell, Hebert e Ícaro; Richard Tank (Lucas Souza), Erik Bessa e Lucas Lima. Técnico: Ricardo Costa.

 

Elosport – João Victor; Lucas, Vitor César, Negão e Pedro; Victor, Walter e Tawan; Liniquer, Gabriel Rogério e Gabriel. Técnico: Luís Carlos Vilela.