Dos 6 gols sofridos pelo MAC na ‘Bezinha’, 4 foram de ‘bola parada’

Atacante Lucas Lima torceu o tornozelo direito no jogo passado e aguarda resultado de exame

O Marília Atlético Clube (MAC) tem uma das melhores defesas de todo o Campeonato Paulista da 4ª Divisão (Sub-23). Foram apenas seis gols sofridos em oito jogos (média de 0,75). O Alviceleste só não tem a zaga melhor que: Itararé (3), Francana (4), Rio Branco (4) e Assisense (4). Entretanto, algo comum tem acontecido nos gols marcados pelo adversário: a ‘bola para’.

Quatro dos seis gols sofridos pela defesa maqueana saíram de bola parada, inclusive o último na goleada aplicado de 10 a 1 sobre o Elosport, na última sexta-feira (dia 7), no estádio Bento de Abreu. O único gol do clube de Capão Bonito aconteceu após cobrança de escanteio, assim como nos dois gols sofridos na derrota para o Itararé (2 a 1) na rodada anterior, fora de casa.

O primeiro gol que o Marília levou de bola parada foi contra a Santacruzense, no empate de 1 a 1 no Abreuzão. Depois de cobrança de falta, o goleiro Geílson deu rebote e o atacante Igor marcou. Os outros dois gols que a defesa maqueana tomou não foram de bola parada, mas em jogadas aéreas e ambos para o Vocem. Na estreia em Assis, vitória por 3 a 1, cruzamento da direita e o zagueiro Luan Bahia anotou de cabeça. No Abreuzão, placar de 2 a 1, em bola alçada na área o zagueiro maqueano Brunão fez contra.

“Nós temos treinado bastante a bola parada. A véspera de jogo é feita para trabalharmos esse tipo de jogada, mas precisamos melhorar, pois esse quesito ainda está passando. Alguns erros individuais e outros de posicionamento, que precisamos corrigir. Entretanto vejo também que nosso time é muito equilibrado, corremos poucos riscos com a bola rolando. Acredito que se ajustarmos essa situação da bola parada, seremos um time difícil de sofrer gols, principalmente jogando em casa”, avaliou o técnico Ricardo Costa.

Folga no fim de semana

O próximo jogo do MAC na ‘Bezinha’ será apenas no dia 23 (domingo), contra a Santacruzense, fora de casa. Com a folga na tabela neste fim de semana, o técnico Ricardo Costa tenta um jogo-treino na sexta ou no sábado. “Estamos tentando com uma equipe da Copa Paulista. Entramos em contato com o Rio Claro, o Velo Clube e o Linense, mas por enquanto nada. Se acontecer, provavelmente será fora de casa”, destacou.

Para a próxima rodada na 4ª Divisão é o desfalque certo é o atacante Erik Bessa, suspenso pelo terceiro cartão amarelo. Quem ainda é dúvida é o atacante Lucas Lima, que sofreu uma lesão no tornozelo esquerdo contra o Elosport. Hoje será divulgado o resultado do exame de ressonância magnética, para saber a gravidade da contusão.

Maquinho sub-11 e 13

No último domingo (dia 9), as duas equipes de base do Marília entraram em campo pela 3ª rodada do Campeonato Paulista, no Abreuzão, contra o Olímpia. O sub-11 foi derrotado por 1 a 0 e está na 5ª colocação do grupo com três pontos. Já o sub-13 ganhou por 1 a 0 e segue com 100% de aproveitamento na vice-liderança, com nove pontos, só atrás do Mirassol que tem 12 em quatro jogos. Inclusive, será em Mirassol o próximo compromisso dos dois times do Maquinho, neste domingo (dia 16), a partir das 9h.

As duas equipes do Alviceleste estão no ‘Grupo 1’ com os mesmos adversários: Catanduvense, Olímpia, Catanduva, Mirassol, Penapolense e Osvaldo Cruz. Nesta 1ª fase todos jogam entre si em dois turnos e somente os dois primeiros colocados avançam diretamente para as oitavas de final, além dos dois melhores terceiros lugares dos sete grupos. Os times marilienses são representados pela escolinha Stadium BR.