Com 1.004 casos, Saúde confirma primeira morte do ano por dengue em Marília

 

A Secretaria Municipal da Saúde confirmou nesta sexta-feira (14) a morte de idosa de 78 anos em decorrência da dengue. A vítima da doença transmitida pelo mosquito Aedes aegypti morava na região norte, um dos maiores focos da epidemia enfrentada pela cidade. Em 2019, Marília já contabiliza 1.004 casos de dengue.

Segundo a Saúde Municipal, a zona norte passou recentemente por bloqueio de criadouros do Aedes aegypti e visitas de equipes de agentes de saúde promovendo a orientação para evitar o aumento na quantidade de notificações da doença.

A Vigilância Epidemiológica da Secretaria Municipal da Saúde de Marília reforçou alerta para o risco de complicações de dengue e óbito, principalmente em grupos mais vulneráveis da população, como idosos, pessoas com doenças pré-existentes, gestantes, transplantados e pacientes imunodeprimidos.

Para manter a vigilância e apurar os novos casos de dengue, mesmo com a interrupção de exames pelo Estado em função de grandes epidemias em outras regiões, a Prefeitura de Marília contratou laboratório e continua a realizar exames.

Sintomas

Os principais sintomas da dengue são: febre alta (a partir de 38.5ºC), dores musculares intensas, dor ao movimentar os olhos, mal-estar, falta de apetite, dor de cabeça e manchas vermelhas pelo corpo.