‘Até o final de 2022 Brasil terá banco de DNA”, diz Moro

Em sua visita a Marília, ontem, o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse que até o final de 2022 o Brasil terá o seu banco de dados de DNA completo. Ele visitou a Central de Videomonitoramento que a Prefeitura mantém em parceria com a Polícia Militar e depois participou de um encontro com autoridades e imprensa.

Em sua visita a Marília, ontem (19), o ministro da Justiça e Segurança Pública, Sérgio Moro, disse que até o final de 2022 o Brasil terá o seu banco de dados de DNA completo. Ele visitou a Central de Videomonitoramento que a Prefeitura mantém em parceria com a Polícia Militar e depois participou de um encontro com autoridades e imprensa no auditório do Paço Municipal.

 

O banco de dados de DNA é uma central onde estão, à disposição de autoridades e investigadores, os materiais genéticos coletados de criminosos condenados pela Justiça e os obtidos em cenas de crimes.

 

De acordo com Moro, o Banco Nacional de Perfis Genéticos vai aumentar a taxa de resolução de investigação de qualquer crime, principalmente os crimes que deixam vestígios corporais.

 

“Em pouco tempo de governo já temos avanços, como é o caso das estatísticas criminais nacionais. E ficamos satisfeitos que alguns índices registraram queda no primeiro quadrimestre deste ano. O número de assassinatos, por exemplo, caiu 20% em todo o País”, destacou Moro, que estava acompanhado do senador Major Olímpio (PSL) e dos deputados federais Capitão Augusto (PL), Coronel Tadeu (PSL) e Cezinha de Madureira (PSD).

 

O ministro da Justiça e Segurança Pública recebeu na Prefeitura o título de “Hóspede Oficial do Município” das mãos do prefeito Daniel Alonso (PSDB). O presidente da Câmara Marcos Rezende (PSD) e a maioria dos vereadores estiveram no encontro com Sérgio Moro no auditório da Prefeitura.

 

“Mesmo com uma ampla agenda de compromissos pelo Brasil, fiz questão de visitar o interior de São Paulo. O País conta demais com a atuação do presidente Bolsonaro. Grande parte do Congresso Nacional se comprometeu com questões importantes como as reformas da Previdência e Tributária. Também estamos lutando pelo pacto Federativo e o pacote de propostas de emendas constitucionais. Queremos menos Brasília e mais Brasil. Estou feliz de estar ao lado do Sérgio Moro, um dos maiores símbolos de combate à corrupção deste País”, disse Major Olímpio.

 

Antes de vir para Marília, Sérgio Moro, Major Olímpio e a comitiva de deputados esteve em Bauru, para uma visita no Copom (Centro de Operações da Polícia Militar).