Maquinho faz jogo de volta amanhã e pode até perder por 1 gol no Sub-13

Técnico Marcos Vinícius tem um atleta com virose, que passa ser dúvida contra o São José, no Abreuzão

Depois de terem se enfrentado ontem (dia 4) pelo jogo de volta das quartas de final do profissional, Marília Atlético Clube (MAC) x São José voltam a duelar pelo mata-mata do Campeonato Paulista Sub-13. Amanhã (6), às 10h30, no estádio Bento de Abreu (entrada gratuita), os times fazem o segundo confronto das oitavas de final. Na primeira partida no Vale do Paraíba, o Alviceleste venceu por 2 a 0 e pode até perder por um gol de diferença para avançar.

Caso o São José ganhe o jogo por dois gols de diferença, a definição da vaga para as quartas de final irá para as penalidades máximas. Contudo, a dificuldade para o adversário é que o Maquinho está invicto na competição com 12 vitórias e um empate. Entre os 16 remanescentes, o time tem a 2ª melhor campanha geral, só ficando atrás do Palmeiras no saldo de gols.

Os números do MAC em casa dão também bastante otimismo na classificação. A equipe tem 100% de aproveitamento no Abreuzão e dos seis jogos como mandante, sofreu apenas dois gols. “A defesa é o nosso ponto forte na competição. Tomamos poucos gols e nosso ataque tem sido muito eficiente lá na frente”, explicou o técnico Marcos Vinícius.

O Marília levou apenas cinco gols em 13 jogos neste estadual (média de 0,3). Além disso, o São José venceu apenas duas das seis partidas como visitante (foram também dois empates e duas derrotas) e somente em uma fez o placar que necessita neste domingo para avançar sem precisar dos pênaltis, quando bateu o Guarulhos por 3 a 0. Aliás, mesmo em casa, o time do Vale do Paraíba só ganhou por uma diferença de três gols em duas oportunidades: 3 a 0 sobre União Suzano e Taubaté. Para o duelo de domingo, o treinador maqueano só tem uma dúvida. O volante Xandão está com virose e pode ser desfalque. Zion e Léo brigam pela vaga. O Maquinho tem o vice-artilheiro da competição. O atacante Hugo Rocha está com 12, seis atrás do goleador principal Vitor Figueiredo, do Palmeiras, com 18.

O provável Marília jogará com: Joaquim (Cauã); Alessandro, Fernando, Lucas e Thiago; Xandão (Zion ou Léo), Rubira, Roberto e Dérick; Hugo Rocha e Wendel.