Com acesso garantido, MAC pode conquistar 4º título na história

Zagueiro Brunão será uma das três novidades para a final de hoje, contra o Paulista, em Jundiaí

Por Jorge Luiz/foto: Edio Jr.

O principal objetivo na temporada 2019 foi alcançado pelo Marília Atlético Clube (MAC): o acesso no Campeonato Paulista da 4ª Divisão (Sub-23). Hoje (dia 2), no feriado de ‘Finados’, o time pode garantir a ‘cereja do bolo’ neste segundo jogo da final contra o Paulista, às 16h, no Jaime Cintra, em Jundiaí.

Caso vença o adversário, o Alviceleste conquistará seu quarto título na história, em uma competição organizada pela Federação Paulista de Futebol (FPF).

Um dos troféus levantados foi justamente em uma final contra o Paulista, em 1974, do Torneio José Ermírio de Moraes. No primeiro jogo em Jundiaí o placar terminou em 0 a 0 e na segunda partida, realizada no estádio Bento de Abreu, o Marília venceu por 1 a 0.

As outras duas taças foram do Campeonato Paulista. A primeira em 1971 da 2ª Divisão (atual Série A-2) e a segunda em 2002 também da Série A-2.

Em 2019, o MAC disputou pela quinta vez uma edição da 4ª Divisão do estadual (1965, 1997, 1998 e 1999) e na última delas ficou com o vice-campeonato. Na ocasião a ‘Bezinha’ era chamada de Série B1-A e não houve final, mas sim um Quadrangular Final com: Barretos, Independente de Limeira e Guarulhos.

Todos jogaram entre si em dois turnos e somente os dois primeiros colocados subiam. O Independente levou o título ao somar 14 pontos e o Marília foi o vice com 11. Barretos teve quatro e Guarulhos terminou com dois.

No estádio Jaime Cintra, em Jundiaí, MAC x Paulista já se enfrentaram 26 vezes e foram dez empates. O time da casa venceu nove e o Alviceleste ganhou sete.

Mudanças na zaga

O Marília jogará a final de hoje com a zaga reserva, que será formada por Brunão e Raphael. Gutierrez está suspenso pelo terceiro cartão amarelo e Guilherme Café acabou não viajando com a delegação para Jundiaí.

Depois do primeiro jogo da decisão, ele contraiu uma virose e somente no treino da última quinta-feira (dia 31), esteve em campo. A dupla titular atuou junta nas últimas oito partidas e se manteve invicta (quatro vitórias e quatro empates), levando apenas três gols.

Brunão e Raphael jogaram juntos como titulares nesta ‘Bezinha’ nove vezes e sofreram apenas uma derrota (2 a 1 para o Itararé). Foram também seis vitórias e dois empates.

“Apesar de não estarmos jogando, a gente vem treinando juntos e o entrosamento vem com o tempo e estamos bastante entrosados para fazer um bom jogo”, comentou Brunão. “O Brunão e eu estamos preparados e tenho certeza que vamos dar conta do recado e trazer o título para Marília”, frisou Raphael.

Outra alteração certa na equipe é a volta do atacante Breno, que cumpriu suspensão na rodada passada, na vaga de Lucas Souza. O volante Matheus Chiclete também volta de punição pelo terceiro cartão amarelo, mas começará no banco de reservas. Aliás, o técnico Ricardo Costa relacionou 21 jogadores para a viagem, mas três deles serão cortados antes da partida.

Além de Chiclete, viajaram também: os goleiros Lyon e Ian; o volante Eduardo, o meia Wélder e os atacantes Luís Guilherme, Dener, Lucas Souza, PH e João Féres. Como visitante nesta 4ª Divisão, o MAC tem seis vitórias, quatro empates e três derrotas (56,4% de aproveitamento).

Paulista

Mesmo tendo perdido um dos seus 14 jogos em Jundiaí nesta ‘Bezinha’, o Paulista tem um aproveitamento em casa de 83,3% dos pontos conquistados com: 11 vitórias e dois empates. O Galo tem a vantagem de jogar pelo empate por ter feito a melhor campanha na somatória de todas as fases.

O técnico Edison Fio deverá fazer três modificações no formato titular. Suspenso pelo terceiro cartão amarelo, o zagueiro Joaquim está fora e seu substituto será o jovem Lucas Mingotti, de 19 anos.

O Paulista terá dois retornos. Recuperado de contusão, o meia Matheus Morais entra na vaga de Carlinhos. Depois de cumprir suspensão, o volante Pedro Demarchi jogará no lugar de Kawan.

Arbitragem

Douglas Marques das Flores, de 33 anos, será o árbitro do jogo de hoje, em Jundiaí. Os auxiliares serão: Gustavo Rodrigues de Oliveira e Evandro de Melo Lima.

 

Paulista – Matheus Lopes; Victor Emerson, João Paulo, Lucas Mingotti e Yan; Gabriel Terra, Pedro Demarchi e Jeferson; Matheus Morais, Nenê e Edinan. Técnico: Edison Fio.

 

Marília – Geílson; Mateus Mima, Raphael, Brunão e Lucas Praxedes; Hebert, Mykaell e Ícaro; Erik Bessa, Breno e Lucas Lima. Técnico: Ricardo Costa.