CINE CULTURA

"A Cidade Perdida" (The Lost City - EUA, 2005), filme em cartaz hoje às 14 horas, na sessão Melhor Idade Ama Clássicos

Em "A Cidade Perdida" (The Lost City - EUA, 2005), filme em cartaz hoje às 14 horas, na sessão Melhor Idade Ama Clássicos do projeto Cine Cultura, Havana, 1958, é um lugar de prazeres e diversão para muitas pessoas, enquanto outras estão descontentes por viverem sob a ditadura de Fulgencio Batista.

Quando as forças revolucionárias de Fidel Castro e Ernesto "Che" Guevara se preparam para tomar a cidade, Fico Fellove (Andy Garcia) -proprietário de uma elegante casa noturna, El Trópico (inspirada na original Tropicana) - luta para manter sua família unida e o amor de uma mulher (Inês Sastre), sem saber que seu clube irá se tornar mais do que um lugar de diversão popular.

 Observando tudo, está "O Escritor" (Bill Murray), um expatriado norte-americano que vê Fico sendo envolvido nesses acontecimentos, enquanto a revolução transforma tudo.

Apesar de Fico assistir uma cultura inteira desaparecer e as pessoas mudarem, é o seu amor pela música cubana que manterá sua memória viva.

Direção: Andy Garcia. Duração: 144 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos.

Com entrada gratuita, as sessões do Cine Cultura são realizadas na Sala de Projeção “Emílio Peduti Filho”, localizada na av. Sampaio Vidal, 245 - entrada pelo Museu de Paleontologia.

CLUBE DE CINEMA

Estados Unidos da América, início do século 20. Em uma sociedade em fase de crescimento e industrialização, uma série de conflitos sociais e políticos estão acontecendo.

 É neste cenário que várias histórias se cruzam e personagens interessantes interagem em "Na Época do Ragtime" (EUA, 1981), mostrando um retrato fiel de como nasceu uma das maiores nações do mundo.

No filme que o Clube de Cinema de Marília (CCM) exibe também nesta quarta, às 20 horas, uma poderosa família aristocrata encontra um recém-nascido negro abandonado em seu quintal.

 A dúvida surge quando a esposa quer cuidar da criança e o marido, apesar de não gostar, aceita.

 Pouco tempo depois, a mãe do bebê aparece e também fica sob os cuidados da família.

Uma jovem e bonita artista é casada com um influente empresário.

Quando uma estátua de uma mulher nua é colocada na rua e as semelhanças com a moça são evidentes, o marido vai até as últimas consequências para manter sua moral intacta. Um músico negro é vítima de preconceito em plena rua, apenas por ser melhor sucedido que um bando de bombeiros e ter um carro particular. Nem mesmo a justiça pode ajudá-lo, então, ele resolve acertar as contas por sua própria conta.

Todas essas histórias se cruzam com desfecho surpreendente no belo clássico dirigido por Milos Forman, que, baseando-se no livro homônimo de E. L. Doctorow, reconstitui o início do século 20 nos EUA, relacionando fatos fictícios a personagens reais da época.

Duração: 155 minutos. Não recomendado para menores de 14 anos. Com entrada gratuita, as sessões das quartas-feiras do Clube de Cinema de Marília são realizadas na Sala de Projeção “Emílio Peduti Filho”, localizada na av. Sampaio Vidal, 245 - entrada pelo Museu de Paleontologia.