Brasil tem terceira pior queda em relatório anual de liberdade da internet

Dos 65 países analisados pelo levantamento, apenas 16 melhoraram seus índices de liberdade, enquanto 16 permaneceram no mesmo nível e outros 33 tiveram alguma queda quando comparado aos dados de 2018.

 

A liberdade da internet está em queda no Brasil. Segundo dados do levantamento Freedom on the Net, relatório anual realizado pela Freedom House, o país foi o que teve a terceira maior queda no índice de liberdade em relação à edição anteriores - à frente apenas do Sudão e do Cazaquistão.

A queda é um fenômeno global. Dos 65 países analisados pelo levantamento, apenas 16 melhoraram seus índices de liberdade, enquanto 16 permaneceram no mesmo nível e outros 33 tiveram alguma queda quando comparado aos dados de 2018.

Entre os motivos apontados para a tendência internacional de queda estão aumento do uso da internet para a interferência em processos eleitorais, o aumento da vigilância governamental e o uso de redes sociais como ferramenta de "distorção política e controle social".

"Enquanto as mídias sociais, às vezes serviram, como condições equitativas para a discussão cívica, agora estão se inclinando perigosamente para o iliberalismo, expondo os cidadãos a uma repressão sem precedentes às suas liberdades fundamentais", aponta o relatório.

 "Além disso, uma variedade surpreendente de governos está implantando ferramentas avançadas para identificar e monitorar usuários em uma escala imensa".

O relatório está disponível através do site da Freedom House. (https://freedomhouse.org/)