Com 2 gols no 2º tempo, Maquinho ameniza derrota para o São Paulo

Nos acréscimos, o atacante Roberto marcou o segundo gol na derrota de 3 a 2, em Osasco

Por Jorge Luiz/foto: Matheus Dahsan

O Marília Atlético Clube (MAC) perdeu o primeiro jogo da final do Campeonato Paulista Sub-13 para o São Paulo, mas a situação poderia ter sido pior.

No último domingo (dia 10), no estádio José Liberatti, em Osasco, o Alviceleste chegou a estar perdendo por 3 a 0 com 15 minutos de partida, mas na etapa final assinalou dois gols, sendo um nos acréscimos e o resultado terminou em 3 a 2.

O Tricolor abriu o placar com dois minutos de jogo. O atacante Giovani fez boa jogada pela esquerda, cortando para dentro e na entrada da área rolou na direita para o meia Nicholas, que bateu rasteiro cruzado (1 a 0). Aos 14, Giovani recebeu pelo meio e de muito longe bateu forte no canto esquerdo pelo alto, sem chances para o goleiro Kauã (2 a 0).

No minuto seguinte escanteio para o São Paulo. Cobrança pelo alto na segunda trave e o zagueiro Davi apareceu livre para cabecear (3 a 0).

No segundo tempo o Maquinho diminuiu o marcador aos 10 minutos. Escanteio pela direita, a zaga do São Paulo afastou a bola da grande área, o atacante Hugo Rocha saiu da área para buscar, foi passando pelos marcadores e bateu rasteiro sem muita força, mas o suficiente para o goleiro Renato aceitar (3 a 1).

O gol foi o 16º do atacante maqueano, que segue na vice-artilharia geral do estadual – seis a menos que Vitor Figueiredo, do Palmeiras (22).

Hugo Rocha também se tornou o maior artilheiro do Marília em uma edição do Paulista Sub-13, de forma isolada, pois com o gol no domingo, ele deixou para trás os atacantes Diego Santos (2015) e Lucão (2014), que possuem 15 cada. Nos acréscimos, falta próxima ao meio-campo.

O zagueiro Lucas cobrou alto na grande área, o goleiro são-paulino não segurou e no rebote o meia Dérick rolou de lado para o atacante Roberto finalizar sem goleiro (3 a 2).

A segunda partida da decisão acontece neste domingo (dia 17), às 10h30, no estádio Bento de Abreu. Para ficar com o título, o Maquinho terá que vencer por dois gols de diferença. Caso ganhe por um, a disputa do título irá para as penalidades máximas.