Transexual morre após injetar silicone industrial no corpo

Mãe relatou que vítima teria pago R$ 3 mil a outro transexual para aplicar o produto nos glúteos, mamas e coxas

Por Matheus Brito / Foto: Edio Junior

Faleceu na noite de sexta-feira (13) no Hospital das Clínicas (HC), o autônomo Felipe das Neves David, de 24 anos, o transexual “Nicolle Souza”. Ela estava internada há três dias por complicações ao injetar silicone industrial no corpo.

Segundo o boletim de ocorrência da Polícia Civil, a vítima deu entrada no HC na quarta-feira (11) após apresentar complicações por injetar silicone industrial nas mamas, glúteos e coxas.

“Nicolle” permaneceu internada em estado grave por três dias, mas não resistiu e faleceu na noite de sexta-feira (13), por volta das 21 horas.

A reportagem do Jornal da Manhã tentou contato com familiares da vítima, mas declaram que não tinham detalhes sobre como teria ocorrido as aplicações do silicone.

A vítima, que residia no conjunto de apartamentos da CDHU, é natural de Garça. Até o fechamento desta edição, o serviço funerário não tinha informações sobre velório e sepultamento.

A morte do transexual será investigada pela Polícia Civil de Marília.