Jogadores do Bayern abrem mão novamente de parte do salário

Em abril, jogadores mais bem pagos abriram mão de 20% de seus salários mensais

Os jogadores do Bayern de Munique abriram mão novamente de parte de seus salários, até o fim da temporada, para ajudar o clube a superar a crise financeira provocada pela pandemia do coronavírus, afirmou ontem (30) o presidente do clube, Herbert Hainer, ao jornal “Bild”.

“É muito satisfatório constatar que nossa equipe entende plenamente a situação e que abre mão, novamente, de parte de seu salário até o fim da temporada”, declarou Hainer, que sucedeu Uli Hoeness na presidência do Bayern.

Em abril, o capitão Manuel Neuer e seus companheiros de Bayern, muitos dos jogadores mais bem pagos do Campeonato Alemão, abriram mão de 20% de seus salários mensais. Hainer não revelou a porcentagem que os atletas deixaram de cobrar desta vez.

O presidente do Bayern não esclareceu o que seria “até o fim da temporada”. Se tudo funcionar como planejado pela Liga alemã e nenhuma equipe sofrer com a contaminação pelo coronavírus do elenco, a temporada da Bundesliga terminará em 27 de junho.

O Bayern, classificado para as semifinais da Copa da Alemanha, poderia ter que jogar a final do torneio em 4 de julho. O gigante bávaro também disputaria o jogo de volta das oitavas de final da Champions contra o Chelsea, após vencer a ida por 3 a 0 em Londres.

A Uefa ainda não validou o calendário, mas pretende retomar e finalizar suas competições em agosto.